Nossa energia vem de você

Agência Virtual

Cetril investe na reforma da rede de distribuição

16/11/2011

Mais de cinco mil famílias serão beneficiadas, as obras elevaram o padrão de qualidade de distribuição de energia nos bairros Rio de Una, Ressaca, Colégio, Potreiro, Cocais, Piratuba e Paruru.

Visando alcançar um padrão de qualidade cada vez maior, a Cetril está investindo na implantação da rede compacta de energia elétrica para atender os bairros que margeiam a rodovia Bunjiro Nakao após ao km 74. Segundo o engenheiro eletricista, Alberto Hilário Ferreira, essas obras são necessária devido ao aumento das cargas elétricas que foram incorporadas pela Cetril após a troca de áreas com a CPFL. “Estão sendo reformadas aproximadamente 7 km de rede de distribuição convencional (cruzetada) com cabos de aluminio nu 1/0 AWG (aproximadamente 53 mm² de seção), que passarão para rede de distribuição compacta (space cable) composto de 02 circuitos, em primeira etapa teremos um circuito, com cabos de alumínio isolado de 120 mm² de seção em cada circuito”, informa o engenheiro responsável. Ainda segundo Ferreira, essas redes quando concluídas possibilitarão uma melhor adequação às cargas instaladas, melhorando a distribuição de energia principalmente devido a distancia, pois as maiores cargas encontram-se nos extremos dos circuitos. d“Será construído, também, um circuito de 1,1 km de rede compacta com cabo isolado de 120 mm² para interligar o trecho da rede assumida pela Cetril com os ramais já existentes após o bairro da Ressaca”, complementa. O presidente da Cetril, Nélio Antonio Leite, falou da importância do investimento. “Essas redes beneficiarão os bairros do Rio de Una, Ressaca, Colégio, Potreiro, Cocais, Piratuba e Paruru, atendendo um total de aproximadamente 5.000 estações consumidoras de energia, ou seja, são cinco mil famílias beneficiadas. A Cetril está investindo na implantação da rede compacta de energia elétrica em detrimento da rede convencional, porque além de colaborar com a preservação do meio ambiente, reduzindo a necessidade da poda de árvores e minimizando os riscos de acidentes com animais da nossa fauna, a rede compacta apresenta outros pontos favoráveis à sua implantação, como a redução de custos operacionais, uma vez que necessita de menos intervenção na rede, com diminuição dos custos de manutenção preventiva e corretiva, melhora também a qualidade do fornecimento de energia, devido a redução nas interrupções acidentais e programadas”, argumenta o presidente. Nélio Leite faz também uma análise financeira em defesa da implantação da rede compacta. “A princípio o investimento inicial é um pouco superior ao da rede convencional; entretanto, considerando a redução nos custos operacionais e a diminuição das perdas devido à menor interrupção no fornecimento de energia elétrica a rede compacta se torna mais econômica que a rede de cabos convencionais”, explica.